Câmara Municipal

Tapiratiba-SP






Histórico do Município

Segundo testemunhos de vários munícipes da época, em meados do século passado, aqui chegaram, procedentes de Ibituruna, município de São João Del Rei, em Minas Gerais, Domiciano José de Souza, acompanhado da sua família, e Vigilato José de Souza, que se deslocaram para estas bandas, por volta de 1821, movidos pela cobiça do ouro.



Reunindo escravos, tratou logo da exploração das terras e de seu desbravamento. Homem instruído, dotado de singular inteligência, Domiciano José de Souza distinguiu-se na política da então freguesia de Caconde, onde foi, por diversas vezes, eleito juiz municipal, tendo sido agraciado, merecidamente, pelo presidente da província, com a patente de Capitão das ordenanças do termo da Vila de Mogi-Mirim, da freguesia de Caconde.



Vislumbrando Domiciano o futuro promissor da cultura cafeeira, junto com Vigilato José de Souza, embrenhou-se pelo sertão e, encontrando terras férteis na área, que hoje é o município de Tapiratiba, fundou duas fazendas: Soledade e Bica de Pedra, atualmente conhecida como fazenda Itaiquara.



Após sua morte e, também, de vigilato, a primeira fazenda ficou de posse do genro de domiciano, Thomaz José Dias, e a segunda ficou para o capitão Indalécio de Souza Dias.



Em 1894, Thomaz José Dias, casado com Carolina de Almeida e Silva, filha de Domiciano, doava vinte alqueires de terra da fazenda Soledade à paróquia de nossa senhora aparecida.



Em 1898, eles mesmos construíram a primeira capela, ainda hoje existente. Destes núcleos rurais, originou-se Tapiratiba.



Enquanto na fazenda soledade, poucas eram as construções, a fazenda bica de pedra, administrada por vigilato, possuía sólidas construções, engenho de serra, casas de colonos, etc.



O desenvolvimento do lugar levou as autoridades a criarem o Distrito Policial de Soledade, que em 06 de dezembro de 1906, por força da lei estadual n.º 1028, passou a chamar-se Tapiratiba.



No mesmo ano, no dia 19 de dezembro, o distrito foi elevado, em virtude da lei n.º 1039, à categoria de Vila. Todavia não tardou, devido ao progresso da vila, que as autoridades a promovessem à categoria de município. E isto sucedeu a 27 de dezembro de 1928, em cumprimento a lei estadual n.º 2238, tendo se realizado a solene instalação do novo município quatro meses depois, ou seja, a 07 de abril de 1929, data, também, em que se instalou a primeira Câmara Municipal.



ORIGEM DO NOME DO MUNICÍPIO:



Do tupi-guarani, "tapir, tapira ou tapiru", que significa anta e "tiba ou tuba", lugar, local ou caminho.



Antes se chamava soledade, mas como havia 4 soledades no país e não se querendo chamar a cidade de Soledade Paulista, deram-lhe o nome de Tapiratiba.
Tapiratiba,
Busca

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba boletins informativos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.

Qual a sua avaliação da Administração ?
Excelente
Ótima
Bom
Regular
Péssima

Veja o resultado


Total de visitantes
1
0
9
4
1
8